quinta-feira, 26 de abril de 2012

A importância da disciplina de Metodologia Científica: para que serve?

Olá!
  O ensino da metodologia visa fornecer subsídios aos universitários para que desenvolvam sua opinião social e política, dentro do contexto em que vivem. Por sua vez, além dos conhecimentos e saberes específicos da área escolhida, está a disciplina de Metodologia do Trabalho Científico. 
  Ao analisarmos os especialistas em Educação, podemos observar que os cursos universitários visam conduzir seus alunos a aprender a pensar e desenvolver suas competências e habilidades, tanto de observação, interpretação de conceitos e opiniões e à produção de textos, quanto a posicionar-se em debates acadêmicos, desenvolvendo sua capacidade de argumentação favorável ou contrária às situações e ideias expostas.
   A Metodologia Científica é considerada por muitos especialistas como a ciência que ensina a pesquisar a partir de métodos científicos, ou que conduz à iniciação científica.
   De acordo com Salomon (1996, p.107), "uma atividade é considerada científica quando: a) produz ciência; b) ou dela deriva; c) acompanha seu modelo de tratamento". 
   De outra forma, o autor defende que metodologia científica é a "concreção da atividade científica, ou seja, a pesquisa e o tratamento por escrito de questões abordadas metodologicamente" (idem, ibidem).

   Devido às dificuldades de vários acadêmicos quanto à elaboração dos textos científicos, é que  destaco o fato da Metodologia Científica colaborar para que o universitário aprenda: conceitos fundamentais de planejamento, organização, análise e identificação de materiais adequados ao seu tema. 
  Ao cumprir as exigências descritas pela metodologia, o aluno deverá organizar as etapas necessárias à produção de seu texto, as quais deverão agregar saberes e técnicas que o acompanharão ao longo de sua existência. 

  Caso você tenha alguma dúvida a este respeito, escreva para mim, eu responderei assim que possível.

Um abraço!

Regina Del Buono


Referências: 
SALOMON, Delcio V. Como fazer uma monografia. São Paulo: Martins Fontes. 1996.

0 comentários:

Postar um comentário