domingo, 15 de outubro de 2017

Diferenças na elaboração das Referências nos padrões ABNT (NBR 6023/2002) versus VANCOUVER

   Bom dia! Existem detalhes específicos quando se trata da elaboração da lista de Referências, ao seguirem o padrão exigido pela ABNT ou o padrão das normas VANCOUVER. Além de diferenças específicas em cada fonte, cabe destacar também que, de uma universidade/curso para outra, e ainda, de um periódico eletrônico para outro, surgem também detalhes específicos, que precisam ser considerados caso a caso....

sábado, 14 de outubro de 2017

domingo, 8 de outubro de 2017

Como referir obras de autor desconhecido? da Série - Como elaborar as Referências

   Bom dia! Inúmeros são os detalhes com os quais o aluno/pesquisador deve preocupar-se quando dá início à escrita de seus textos científicos. Para colaborar na compreensão sobre este assunto, hoje dou início a uma série de artigos, sobre "Como elaborar as Referências". Entre os detalhes mencionados, está a questão de obra utilizada para a redação de um texto da qual não consta importante informação, que é o(s) nome(s) de seu(s) autor(es). É o caso de uma obra de autor desconhecido. ...

sábado, 7 de outubro de 2017

domingo, 1 de outubro de 2017

As Aspas Simples e Duplas nas Citações Diretas - da série: O Uso de Sinais e Convenções no texto científico e as citações Diretas = NBR 10520/2002

   Boa tarde! Ao realizar uma citação direta em determinado texto, especialmente naqueles elaborados pelos universitários, para apresentação à academia, é comum a indicação do uso das “aspas duplas” e ‘simples’. Este artigo faz parte da série “O Uso de Sinais e Convenções no texto científico e as citações Diretas = NBR 10520/2002”, cujo link é: [http://www.abntouvancouver.com.br/2017/09/o-uso-de-sinais-e-convencoes-no-texto.html], publicado em 17 de setembro de 2017. Em geral, os gramáticos indicam seu uso simultâneo, em situações específicas, conforme os exemplos que serão inseridos neste post. ...

sábado, 30 de setembro de 2017

domingo, 24 de setembro de 2017

O Uso de Sinais e Convenções no texto científico – NBR 10520/2002 - citações diretas e indiretas

   Bom dia! É importante discorrer sobre os sinais que permitem ao redator expressar ênfase ou dúvida acerca de determinada informação em seu texto. São nuances da escrita científica que implicam, sempre, em alguns cuidados com seu conteúdo, entre as muitas exigências da metodologia científica. Voltamos hoje a este assunto, em continuidade ao artigo publicado aqui, no último dia 17 de setembro de 2017, intitulado “O Uso de Sinais e Convenções no texto científico – Citações diretas e indiretas - NBR 10520/2002”, cujo link é: [http://www.abntouvancouver.com.br/2017/09/o-uso-de-sinais-e-convencoes-no-texto.html]. ...

sábado, 23 de setembro de 2017

domingo, 17 de setembro de 2017

O Uso de Sinais e Convenções no texto científico - as Citações diretas e indiretas - NBR 10520/2002

   Bom dia! Ao longo da escrita de um texto científico, especialmente em citações diretas curtas ou longas, é comum avistarmos alguns sinais que nos permitem utilizar, na citação em questão, exclusivamente o trecho de interesse do assunto específico do texto. São as convenções existentes nas normas da metodologia científica, que devem ser empregadas, seja ABNT, APA ou VANCOUVER. ...

sábado, 16 de setembro de 2017

Ser professor - UOL: Por que os professores são agredidos?

   No último dia 13, avistei mais uma, entre centenas de notícias sobre as agressões praticadas por alunos contra seus professores, que trazia a chocante fotografia da profa. Marcia Friggi, no episódio que sofreu em Santa Catarina, algo realmente impressionante!  ....

domingo, 10 de setembro de 2017

Monografia e artigo científico: quais as diferenças?

   Boa tarde! As diferenças na elaboração de uma monografia e um artigo científico são bem objetivas, mas o ponto em comum é que, em se tratando de um texto científico, existem vários passos comuns aos dois tipos de trabalho. Para falar sobre as diferenças, será preciso ainda destacar que existem artigos de cunho científico, e outros, não. Eu recebi a seguinte pergunta por parte da Julyana:...

sábado, 9 de setembro de 2017

A Democracia no Brasil e o 7 de setembro 2017

Eu fico pensando que nós, os brasileiros, nascidos das mais diferentes etnias, somos um povo tão inteligente e criativo... 

Mas, mesmo assim, vivemos cada vez mais em torno do próprio umbigo, sem interesse real pela vida, sem ética e dignidade, uma vida para a qual valorizamos mais o consumo, a questão do ter ao invés de ser, num imediatismo, competição e exposição social, criando uma realidade tão efêmera...

Se nós, os brasileiros, realmente tivéssemos interesse em uma vida decente, digna e plena, nos dedicaríamos mais a prestar atenção em tudo o que tem acontecido, em estudar, observar e compreender os fatos históricos e a realidade que está posta no presente, e nós aqui, praticamente sem reagirmos à altura dos fatos.

Talvez precisemos acordar, não ao "gigante", mas a nós mesmos, entendermos quais são os instrumentos (bem esparcos e talvez, inconsistentes demais), para fazermos do nosso país, em algum momento, tido como tão promissor, um país de verdade, uma nação onde nasceu e cresceu um povo lutador, que ama ao samba e ao futebol, mas, que acima de tudo, ame a si mesmo.

Será que um dia aprenderemos? Talvez em 2018?


domingo, 3 de setembro de 2017

Transformar uma monografia em artigo científico?

Bom dia! É comum que o(a) aluno(a)/pesquisador(a) se identifique com determinado tema, e depois de elaborada e aprovada a sua monografia, que o utilize para desenvolver um artigo científico. Em 06 de agosto de 2017, publiquei aqui o artigo intitulado "Como transformar a monografia em artigo científico?", cujo link é: [http://www.abntouvancouver.com.br/2017/08/como-transformar-monografia-em-artigo.html], entre outros a este respeito, ou sobre usar o mesmo título, ou então, o mesmo material pesquisado inicialmente, sendo que cada esses meus artigos estão relacionados ao final deste, vale a pena conferir. Hoje, voltamos a este tema para responder às dúvidas da Marilene Montahay, vamos lá: ...

sábado, 2 de setembro de 2017

domingo, 27 de agosto de 2017

Autoplágio e Autocitação

Bom dia! Autoplágio consiste em reproduzir um texto próprio, em diferentes veículos, como se fosse inédito, original, sem que tenha sido reelaborado. Diferentemente do plágio, que está previsto no Código Penal brasileiro, o autoplágio não é criminalizado. Porém, se for identificado pela universidade, o acadêmico poderá ser reprovado na disciplina ou ter seu texto recusado como exigência parcial para a conclusão de seu curso.  Em 05 de março de 2017, publiquei um artigo intitulado “A redação científica”, cujo link é: [http://www.abntouvancouver.com.br/2017/03/a-redacao-cientifica.html]. Hoje vamos voltar ao assunto, em atenção às dúvidas da Nathália Duarte, vamos a elas: