domingo, 7 de maio de 2017

A citação indireta e o uso do apud - Normas ABNT e Normas VANCOUVER

Boa tarde! Fazer uma citação indireta e utilizar o "apud" requer cuidado para que seja devidamente empregado dentro de um parágrafo do texto acadêmico-científico, sendo mais encontrado em estudos que seguem as normas da ABNT. Por sua vez, no que se refere aos textos desenvolvidos segundo o padrão de normas VANCOUVER, costuma-se utilizar, via de regra, o recurso da paráfrase, já que é bem incomum verificarmos o emprego do "apud". Este artigo visa responder às dúvidas recebidas por emails, contendo exemplos sobre a forma ideal de referir/citar/mencionar as fontes consultadas de acordo com as normas da ABNT, post que será seguindo na próxima semana, contendo os mesmos exemplos de hoje, de acordo com as normas VANCOUVER. Vamos à pergunta recebida da Fernanda Schreiber: ...
Estou fazendo um trabalho nas normas ABNT, mas estou utilizando um texto nas normas Vancouver. Quero fazer uma citação indireta na ABNT, de uma citaçao indireta da Vancouver. Como procedo? o apud é necessário?
Esse é um trexo da minha citação indireta:
o fóbico social demonstra déficit de habilidade social e seu processamento cognitivo apresenta falhas, como a interpretação distorcida e negativa as situações sociais...
Por ser um compilado de pesquisas estou encontrando dificuldades para referenciar, visto que nesse pequeno trexo que lhe mandei já são de diversos autores, por exemplo:
o fóbico social demonstra déficit de habilidade social (...)
confirmado nas pesquisas de: Mersch, 1995; Ö st, Jerremalm & Johansson, 1981
(...) seu processamento cognitivo apresenta falhas, como a interpretação distorcida e negativa as situações sociais.
confirmado nas pesquisas de Beck, Emery e Greenberg (1985); Stopa e Clark (1993); Taylor, Woody, Koch, McLean, Patterson e Anderson (1997)
A base para esse trexo, que é uma citação indireta minha, é uma citação indireta de Gustavo J. Fonseca D’El Rey Carla Alessandra Pacini. Para referenciar nesse caso por ser citação indireta a fonte original eu posso referenciar Gustavo J. Fonseca D’El Rey Carla Alessandra Pacini.?
Eu não teria como ler todos os textos originais, visto que dariam mais de 50 artigos e livros que comprovam os dados, e a utilização excessiva de apud também não me parece correta. Os artigos que escolhi já são compilados de pesquisas, e estou querendo utiliza-los para fazer o meu trabalho, que seria um compilado com ainda mais informações.
Como procedo neste caso? Obrigada pela ajuda e disponibilidade.


 Para melhor compreensão deste post, vou enumerar assuntos e situações a serem explicadas.

1º. assunto = Normas ABNT – Citação indireta

   Ao fazer uma citação indireta, é preciso sempre mencionar os autores consultados diretamente, mas se essa(s) fonte(s) referiu(ram) outras, sim, cabe o uso do “apud”. Vale lembrar que o termo “apud” quer dizer: mencionado, referido por. 
    Esta palavra pode ser utilizada, dentro do texto, tanto em português quanto em latim, mas isto vai depender um pouco das exigências de seu orientador, porque, pois é bem provável que exigirá o emprego dessa palavra em latim. O uso do “apud” enriquece o seu texto, isto é, valoriza a sua redação e denota o cuidado que você tem com a escrita científica.
   Vamos aos exemplos.  A sua citação indireta é:

o fóbico social demonstra déficit de habilidade social e  seu processamento cognitivo apresenta falhas, como a interpretação distorcida e negativa as situações sociais...

1ª. situação = Normas ABNT  = Forma ideal de apresentar este trecho como citação indireta

1.1.Dar entrada na fonte consultada no início do parágrafo, na qual a sua paráfrase ficaria assim: 
D’el Rey e Pacini (ano?, pg?, apud MERSCH, 1995; Ö ST, JERREMALM & JOHANSSON, 1981;  BECK, EMERY e GREENBERG, 1985; STOPA e CLARK 1993; TAYLOR, WOODY, KOCH, McLEAN, PATTERSON e ANDERSON, 1997), definem que  o fóbico social demonstra déficit de habilidade social e seu processamento cognitivo apresenta falhas, como a interpretação distorcida e negativa as situações sociais.

1.2.Dar entrada na fonte consultada no final do parágrafo, na qual a sua paráfrase permitira uma compreensão melhor por parte dos leitores: 
O  fóbico social demonstra déficit de habilidade social e seu processamento cognitivo apresenta falhas, como a interpretação distorcida e negativa as situações sociais (D’el REY e PACINI, ano?, pg?, apud MERSCH, 1995; Ö ST, JERREMALM & JOHANSSON, 1981;  BECK, EMERY e GREENBERG, 1985; STOPA e CLARK 1993; TAYLOR, WOODY, KOCH, McLEAN, PATTERSON e ANDERSON, 1997).


   Para o caso mencionado neste subitem, é importante lembrar que as obras elaboradas por 3 autores ou mais, ou ainda, para simplificar a referência às diferentes fontes consultadas, a regra permite que a(s) mesma(s) seja(m) mencionada(s) da seguinte forma: 
Beck et al. (1985); Stopa e Clark (1993); Taylor et al. (1997).


1.3.Se os trechos de sua paráfrase fossem subdivididos para mencionar as fontes consultadas por D’el Rey e Pacini (ano?, pg?, apud?) indiretamente: 
“o fóbico social demonstra déficit de habilidade social (...)”....confirmado nas pesquisas de: Mersch, 1995; Ö st, Jerremalm & Johansson, 1981; “ (...) seu processamento cognitivo apresenta falhas, como a interpretação distorcida e negativa as situações sociais”.confirmado nas pesquisas de Beck, Emery e Greenberg (1985); Stopa e Clark (1993); Taylor, Woody, Koch, McLean, Patterson e Anderson (1997).

           
    A menos que seu orientador concorde/exija que seja feito dessa forma, o ideal seria você redigir a paráfrase por inteiro, e mencionar as fontes consultadas (direta e/ou indiretamente) no início ou no final de sua frase, como demonstram, os exemplos dados nos subitens acima, respectivamente os de números  1.1 e 1.2.
    É importante destacar que, ao fazer uma citação indireta e incluir no meio da frase todas essas obras, tal frase ou parágrafo ficará bastante “poluída”, desviando a atenção do(s) leitor(es) da conteúdo dessa frase/parágrafo, porque o trecho vai ser interrompido pelas menções feitas ás fontes consultadas.


2ª. situação = Normas ABNT – sistema numérico de mencionar as fontes consultadas em notas de rodapé

   Sim, algumas universidades/orientadores preferem que o texto traga, em suas citações diretas e/ou indiretas, apenas o nome do autor, no qual, o aluno/pesquisador deverá puxar notas de rodapé, para mencionar as fontes completas.  Vejamos como ficaria:

Exemplo 2:
        
2.1. sugestão para mencionar a fonte consultada diretamente e obras indiretas: 
O  fóbico social demonstra déficit de habilidade social e seu processamento cognitivo apresenta falhas, como a interpretação distorcida e negativa as situações sociais (D’EL REY e PACINI) (1) e aqui, puxar uma nota de rodapé, mencionando todas as fontes que foram referidas indiretamente por estes autores.


2.2. Sugestão para fazer duas notas de rodapé: 

2.2.1.  Para o trecho inicial de sua citação indireta: 
“o fóbico social demonstra déficit de habilidade social (...)”(1) 


puxar a primeira nota de rodapé, e nela, mencionar os dados completos de cada uma dessas fontes: Mersch, 1995, e Ö st, Jerremalm & Johansson, 1981.
Esta 1ª. nota de rodapé ficaria assim: 
D’el Rey e Pacini (ano e pg, apud Mersch, 1995, e Ö st, Jerremalm & Johansson, 1981)


2.2.2. Para o trecho final de sua citação indireta: 

“ (...) seu processamento cognitivo apresenta falhas, como a interpretação distorcida e negativa as situações sociais.”, (2)
puxar a segunda nota de rodapé, e nela, mencionar os dados completos de cada uma dessas fontes: Beck, Emery e Greenberg (1985); Stopa e Clark (1993); Taylor, Woody, Koch, McLean, Patterson e Anderson (1997).         
                
  
2o. assunto = As Normas VANCOUVER e as citações de fontes (paráfrases)

            É importante ter em mente que:  

2.1. É incomum encontrarmos citações utilizando “apud” em textos que seguem o padrão VANCOUVER;
2.2. Não confundir o uso de notas de rodapé em textos que seguem as Normas ABNT com o uso de numeração para referir as fontes consultadas,como é exigências das Normas VANCOUVER.

    Todos estes cuidados cuidados com a escrita de seu estudo são importantes porque irão enriquecê-lo muito, uma vez que estarão sendo fornecidos ao(s) seu(s) leitor(es) ainda outras fontes de consulta, caso desejem aprofundar os seus conhecimentos; além disso, estará seguindo corretamente as normas, interpretando-as com o cuidado necessário.
    Mas lembre-se, não deixe de consultar ao seu(sua) orientador(a). 
    Bons estudos
Regina Del Buono
abntouvancouver@gmail.com
Skype: abntouvancouver2012 


0 comentários:

Postar um comentário