domingo, 28 de junho de 2020

NBR 6023/18 e a forma de grafar sobrenomes compostos no texto acadêmico-científico

     Bom dia! Mencionar ou referir autores ao longo do texto acadêmico-científico deve seguir o padrão da Metodologia Científica, como estabelece a NBR 6023/18 - Referências. Hoje, vamos utilizar como exemplos, os sobrenomes compostos, e as variações que devem ser observadas.

1º. Exemplo: Maria G. Nascimento e Silva (médica pediatra)
     Deve-se grafar: SILVA, Maria G. Nascimento e. 

2º. Exemplo: Marília Freitas de Campos Tozoni-Reis (professora universitária)
     Deve-se grafar: TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos.
    Existe uma diferença em mencionar/pesquisar REIS e TOZONI-REIS, portanto, o hífen inserido entre os dois últimos sobrenomes – opção desta autora – deve ser grafado, tanto na lista as Referências, como dentro do texto.

3º. Exemplo: Marice Emanuela El Achkar (médica dermatologista)
      Deve-se grafar: EL ACHKAR, Marice Emanuela.

4º. Exemplo: Herberto José Chong Neto (médico pediatra)
     Deve-se grafar: CHONG-NETO, Herberto José

     É importante destacar que mencionar/referir autores/obras dentro do texto, ou ao final dele – na lista das Referências, é o mesmo que “dar entrada em determinada fonte”.
     Equivale a dizer que é fundamental que seja usada a mesma forma dentro do texto, assim como na lista das Referências, evitando confundir seus leitores.
     Bons estudos!
Regina Del Buono
Email: abntouvancouver@gmail.com
Skype: abntouvancouver2012
Referências
ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 6023. 2018. 

Um comentário: